Arquivo da tag: novo single

Escute “Pray”, o novo single promocional do Sam Smith

Sam Smith lançou nesta sexta-feira (06) mais uma faixa promocional do seu novo álbum.  A canção “Pray”, foi composta Sam, Timbaland, James Napier, Timbaland, Darryl Person,  Larrence Dopson e Jose A. Velasquez.

Confira a letra e tradução a seguir:

[Verse 1]
I’m young and I’m foolish, I’ve made bad decisions
I block out the news, turn my back on religion
Don’t have no degree, I’m somewhat naive
I’ve made it this far on my own
But lately, that shit ain’t been getting me higher
I lift up my head and the world is on fire
There’s dread in my heart and fear in my bones
And I just don’t know what to say

[Chorus 1]
Maybe I’ll pray, pray
Maybe I’ll pray
I’ve never believed, and you know, but I’m gonna pray

[Verse 2]
You won’t find me in church (No) reading the bible (No)
I am still here and I’m still your disciple
I’m down on my knees, I’m begging you please
I’m broken, alone, and afraid
I’m not a saint, I’m more of a sinner
I don’t wanna lose, but I fear for the winners
When I try to explain, the words run away
That’s why I am stood here today

[Chorus 2]
And I’m gonna pray, pray
Maybe I’ll pray, pray for a glimmer of hope
Maybe I’ll pray, pray
Maybe I’ll pray
I’ve never believed, and you know that I’m gonna

[Bridge]
Won’t you call me?
Can we have a one-to-one, please?
Let’s talk about freedom
Everyone prays in the end
Everyone prays in the end
Won’t you call me?
Can we have a one-to-one, please?
Let’s talk about freedom
Everyone prays in the end
Everyone prays in the end

[Chorus 3]
Oh, and I’m gonna pray, I’m gonna pray
I’m gonna pray, pray for a glimmer of hope
Maybe I’ll pray, pray
Maybe I’ll pray
I’ve never believed, and you know, but I’m gonna pray

TRADUÇÃO

[Verso 1]
Sou jovem e sou tolo, tomei decisões ruins
Bloquei as notícias, virei as costas para a religião
Não tenho diploma, sou um pouco ingênuo
Eu fiz isso tão longe sozinho
Mas ultimamente, essa merda não está me deixando maior
Levanto a cabeça e o mundo está em chamas
Há medo no meu coração e medo nos meus ossos
E eu simplesmente não sei o que dizer

[Refrão 1]
Talvez eu rezei, rezei
Talvez eu rezei
Nunca acreditei, e você sabe, mas vou rezar

[Verso 2]
Você não vai me encontrar na igreja (Não) lendo a Bíblia (Não)
Ainda estou aqui e ainda sou seu discípulo
Eu estou de joelhos, eu estou implorando por você, por favor
Estou quebrado, sozinho e com medo
Eu não sou um santo, sou mais um pecador
Não quero perder, mas temo pelos vencedores
Quando eu tento explicar, as palavras fogem
É por isso que estou aqui hoje

[Refrão 2]
E vou rezar, rezar
Talvez eu reze, reze por um vislumbre de esperança
Talvez eu reze, reze
Talvez eu reze
Eu nunca acreditei e você sabe que vou

[Ponte]
Você não me liga?
Podemos ter um cara-a-cara, por favor?
Vamos falar sobre liberdade
Todos oram no final
Todos oram no final
Você não me liga?
Podemos ter um cara-a-cara, por favor?
Vamos falar sobre liberdade
Todos oram no final
Todos oram no final

[Chorus 3]
Ah, e vou rezar, vou rezar
Eu vou rezar, rezar por um vislumbre de esperança
Talvez eu reze, reze
Talvez eu reze
Nunca acreditei, e você sabe, mas vou rezar

Sam Smith fala sobre hiato, lançamento do novo single e álbum à BBC Radio1

Muitas voltas marcam o ano de 2017, mas poucos se envolveram no mistério e exaltação como Sam Smith. Está certo, o comovente crooner* fez um retorno glorioso para nossas vidas e ondas sonoras com “Too Good at Goodbyes” e sim – antes de você perguntar – fará você chorar. Servindo todos os fatos para Grimmy, Sam nos deu uma ideia sobre o que a noite antes do grande e esperado lançamento do single pareceu:

“Noite passada foi horrível, verdadeiramente horrorosa. Minha família e amigos estavam comigo e eu apenas tinha que os convidar para sair às 11 horas porque me sentia fisicamente doente. E então eu acordei estranhamente às 4 da manhã e tive que comer um Snickers. Eu estava comendo nervosamente e bebendo café.  Mas me senti aliviado essa manhã e estou tão feliz por isso. É porque a canção é tão pessoal e, mais do que nunca com esse álbum e essa música, é como se eu estivesse publicando meu diário. É assim que eu me sinto.”

Então, o que exatamente Sam tem feito desde 2014? Sam optou por um ritmo de vida mais lento.

Sam: “Eu praticamente sentei em minhas calças, assistindo “Bake Off”. Esse tipo de coisa. Tenho estado aqui em Londres com minha família, indo a clubes e comendo McDonald’s. Esse último ano foi, por uma vez, como se não tivesse sido sobre mim.  Foi sobre minha família, meus amigos, estando lá por eles e eu fui a formatura da minha irmã e estive lá por todos os meus amigos. E agora está indo para ser sobre mim de novo, basicamente. Estou ansioso porque é como se eu fosse um desempregado e acho que minha família está cansada de mim sentado no sofá”.

Com 12 milhões de álbuns vendidos mundialmente, um álbum Nº 1, 5 singles Nº 1 no Reino Unido, um Oscar, um Globo de Ouro, 3 Brit Awards, 3 Billboard Music Awards, 4 Grammys Awards e 6 Mobos; é seguro dizer que tem havido muito campanha publicitária sobre o novo material do Sam.

Grimmy: Primeiramente, como você começa a imensa tarefa de completar um álbum tão estratosférico?

Sam: “A maneira como eu escrevo minha música é que eu venho com títulos e então eu escrevo o álbum embaixo do título. Eu tinha o título “In The Lonely Hour” bem antes de começar a escrever o álbum, realmente. Então eu tinha o título, provavelmente dois anos e um pouco mais e é o mesmo título. Eu dei a meu time uma monumental dor de cabeça, eu enviei uma mensagem a eles, provavelmente há um mês, dizendo: “Não tenho certeza se isso deve ser o título!”.

G: Em segundo lugar, onde uma pessoa armazena todos esses gongos?

Sam: “Não tenho todos. Eu dei um pouco para minha família e alguns estão guardados. Acho que quando eu tiver 70 anos e ninguém ouvir mais minha música, eu apenas irie a unidade de armazenamento e deitarei neles”.

Falando sobre o preço emocional que suas baladas assumiram, Sam revelou que ele já estava excluído da tristeza antes de levá-las ao palco e as cantar.

“A maioria das músicas eu meio que saí emocionalmente delas e eu posso cantar. Existe uma melodia neste álbum que, sempre que eu canto, não consigo me livrar desse lugar porque é realmente bastante intenso mas ainda é minha canção favorita para cantar. Eu não posso expressar o quão é difícil isso é no músculo. Você poderia ser a pessoa mais saudável do mundo e, sabendo, quando eu vi a Adele cancelar esses shows, é de partir o coração e é intenso. Você precisa ser um atleta quando você está viajando, então estou nervoso pela minha turnê, porque eu sei que haverá momentos em que eu acordarei e minha voz estará rouca. Eu não posso beber álcool. Não posso ter queijo. Não posso ter alimentos picantes. Basicamente, algo divertido, não posso ter. Vou beber chá de camomila e assistir Sex and The City”.

*crooner: é um epíteto dado a um cantor masculino de um certo estilo de canções populares, apelidado de pop tradicional. Um crooner é um cantor de baladas populares. O cantor é normalmente acompanhado por uma orquestra completa.

Fonte\Adaptado

TOO GOOD AT GOODBYES: Escute o novo single do Sam Smith

A ESPERA ACABOU LITTLE SAILORS!! Finalmente o primeiro single do novo álbum do Sam Smith foi liberado.

A faixa “Too Good At Goodbyes” foi composta por Sam Smith e Jimmy Napes (trabalhou com Sam no “In The Lonely Hour”), e a produzida por Jimmy Napes e Stargate (trabalhou com Beyoncé, Rihanna, Coldplay, Sia, entre outros).

Escute o single a seguir, na íntegra no spotify:

Sam Smith irá lançar seu novo single até setembro, diz site

Depois do sucesso estrondoso do “In The Lonely Hour”, lançado em 2014, tudo indica que o retorno de Sam Smith está mais próximo do que você imagina.

Segundo o site Hits Daily Double, Sam Smith irá lançar música nova até setembro. O site é conhecido por revelar informações de lançamentos musicais, antes de serem confirmados oficialmente.

Eminem, Taylor Swift, Sam Smith, P!nk, Miley Cyrus, Chris Stapleton, Luke Bryan e talvez Justin Timberlake estão entre aqueles esperados para lançarem o primeiro single de seus álbuns novos. Há uma nova base de consumidores que estão confortáveis com os novos modos de consumo – e dispostos a pagar um preço justo”, diz o site.

Sam Smith gravou recentemente o primeiro videoclipe de seu novo álbum, como postamos aqui. Qualquer nova informação sobre o retorno dele ao mundo da música, será postado em nossas redes sociais e site.

Todos os detalhes do novo single do Sam Smith

Depois que Sam Smith postou imagens em suas redes sociais das gravações do seu novo videoclipe, muitos rumores surgiram em volta de seu retorno ao mundo da música. Nesta postagem vamos reunir e atualizar as informações que temos sobre o primeiro single do #SS2, que será lançado no dia 8 de setembro como anunciado pelo Sam em suas redes sociais:

O primeiro single provavelmente irá se chamar “Too Good at Goodbyes”, e foi produzido pelo Jimmy Napes que trabalhou com Sam no “In The Lonely Hour” e na faixa “Writing’s On The Wall”.

Algumas imagens do videoclipe foram filmadas em  Whitley Bay, um cidade Inglaterra que Sam já declarou algumas vezes que considera como sua “segunda casa”.  As demais imagens foram gravadas em Tynemouth, uma cidade no nordeste da Inglaterra e também há rumores que algumas imagens foram gravadas em Newclastle.

O vídeo está sendo sendo dirigido por Luke Monaghan, que trabalhou anteriormente com o Sam na Era “In The Lonely Hour” nos clipes de “I’m Not The Only One” e “Leave Your Lover”. Além também contar com apoio do fotografo e diretor James Barber, que trabalhou com o Sam no trailer do “In The Lonely Hour”.

O vídeo irá contar com a participação do modelo Charlie Auterac e uma jovem atriz chamada Ruby Rae Mackenzie. Um vídeo das gravações feito por um fã, mostra uma casa em chamas e um carro de ponta cabeça, provavelmente o vídeo irá contar com cenas de um acidente de carro.

Confira as imagens divulgadas até o momento: