Arquivo da tag: LGBT

Sam Smith surpreende noivas ao aparecer em cerimônia de casamento

Sam Smith pode ter um Oscar e milhões de álbuns vendidos, mas isso não o impede de cantar em algum casamento.

Sam abalou as duas noivas quando ele apareceu para tocar alguns dos seus hits. Lisa Best, de 48 anos, estava se preparando para casar-se com o amor da sua vida, Bec Baran, de 40 anos, quando Sam apareceu na recepção do casamento. Tampouco sabiam as recém-casadas que a surpresa estava guardada com a adorável sobrinha Lisa, e Katie, que organizou o acordo com Sam Smith na BBC.

Sam esperava secretamente nos bastidores enquanto as duas mulheres trocavam os votos. Então ele deu ao casal e aos seus amados o abalo das suas vidas quando ele adentrou. Lisa disse: “Quando ele caminhou através da entrada eu pensei, ‘Uau, isso é realmente o Sam Smith, isso não acontece com a gente’. Todos os meus amigos e os de Bec, e toda a família estavam realmente estremecidos. Era outro nível. O dia foi totalmente brilhante e então ter o Sam Smith vindo cantar para nós foi a cereja do bolo”. 

Sam disse à BBC: “Ser parte do dia de alguém como esse significa o mundo para mim. Elas estão muito apaixonadas e é apenas inacreditável. Elas estão apaixonadas e é lindo. Eu amo tanto casamentos… esse foi o meu primeiro casamento LGBT e foi incrível. Estar lá e ver você fazer aquilo na frente de sua família e amigos é muito inspirador”.

Fonte\Adaptado

 

Adam Lambert elogia Sam Smith por usar pronomes neutros em suas músicas

O cantor Adam Lambert elogiou Sam Smith e o grupo Years & Years por aumentarem a conscientização LGBT através de suas músicas por usarem pronomes neutros em suas canções, e espera que executivos cedam um pouco mais a isso, porque é a última peça do quebra-cabeça.

“Felizmente, estamos em um momento, agora com streaming, onde há mais poder colocado de volta nas mãos dos artistas e do público. Mas os guardiões que tomam um monte de outras grandes decisões na indústria da música, esses são os mais difíceis de convencer sobre certas coisas. Este é o raciocínio para algumas destas coisas de pronome”, disse o cantor ao Digital Spy.

E o astro, de 34 anos, está feliz que as coisas têm “mudado” e há uma maior aceitação da comunidade LGBT agora.

“Acho que tem havido muitas coisas em geral, que mudaram dentro da comunidade LGBT e aceitação generalizada. Não há muito uma razão para ter medo, porque as pessoas em geral não estão com medo disso”.

Fonte/ Adaptado

Sam Smith espera que sua música inspire respeito pela comunidade LGBT

Sam Smith revelou que, enquanto ele querer ser relacionável ​​com pessoas de todas as esferas da vida, seria surpreendente se ele podesse inspirar as pessoas a mudar a sua opinião sobre o que significa ser gay em uma sociedade tão crítica. Durante uma nova entrevista reveladora com a revista britânica NME, Sam admitiu que ele sempre foi fiel a si mesmo onde sua sexualidade não o preocupa e espera que a sua auto-confiança irá influenciar os outros: “Eu sou um homem gay que se assumiu quando tinha 10 anos, e não há nada na minha vida que eu estou mais orgulhoso. O que eu estava tentando dizer era que eu não queria que o álbum fosse apelar a apenas em uma comunidade, eu queria que ele apelasse para todas elas. Eu não queria que ninguém, gay ou hétero, não fosse ser capaz de se relacionar comigo por que eu canto sobre os homens, como eu era capaz de se relacionar com Stevie Wonder ou John Legend cantando sobre meninas. Eu quero ser um porta-voz.” Smith acrescentou que é importante estar consciente do fato de que os países, onde os “gays são mortos” estocaram seu álbum e ele quer que isso talvez comece a mudar as opiniões das pessoas:  “Eu quero ser uma figura na comunidade gay, que fala para homens gays. Eu vendi discos em países onde os gays são mortos e isso é uma grande coisa para mim, porque talvez uma pessoa em que o país pegará o meu álbum, percebe que é um artista gay, e que isso poderia mudar a sua opinião.”